• Gustavo Oliveira

Após assassinato de artista preto, Beco do Batman é tomado pelo luto


Foto: Gustavo Oliveira / Democratize


Dez dias após o brutal assassinato de João Alberto Freitas no estacionamento do mercado Carrefour em Porto Alegre, outro crime gerou revolta nas redes sociais. Trata-se do assassinato do Skatista, Artista Plástico, Rapper, Muralista e homem negro Wellington Copido Benfati, 40 anos, conhecido no bairro da Vila Madalena zona oeste de São Paulo como NegoVila Madalena.


NegoVila e seus amigos chegaram em frente a distribuidora de bebidas Royal na noite de sexta-feira(27) e lá permaneceram bebendo na calçada até o início da confusão, as quatro horas da manhã de sábado, que culminou no assassinato de NegoVila.


Testemunhas contaram ao jornal Folha de São Paulo que o artista foi baleado quando tentou apartar uma briga entre um de seus amigos e o policial militar, foi ai que NegoVila Madalena foi baleado a queima roupa no peito, o artista foi socorrido ao pronto-socorro da Lapa aonde já chegou sem vida.


O policial militar Ernest Decco Granaro, 34 anos, foi detido em flagrante e levado para a 14º Delegacia de Polícia, que fica 50 metros de onde NegoVila Madalena foi brutalmente assassinado.


NegoVila Madalena deixa uma filha de 9 anos.


Sob forte comoção


NegoVila Madalena, foi enterrado na tarde deste domingo(29) no cemitério da Lapa,

com a presença de muitos artistas e amigos, nos minutos finais do velório todos os presentes cantaram o rap “bate as mantas” cujos os versos foram cantados por NegoVila Madalena em uma gravação diz “na mada é assim, o samba e o rap não tem fim”.


Junto ao caixão foi enterrado seu skate.


Beco em Luto

Foto: Gustavo Oliveira / Democratize


No início desta madrugada de segunda-feira(30), dezenas de artistas, grafiteiros, skatistas e amigos se juntaram no tradicional Beco do Batman para protestar a morte do amigo NegoVila Madalena.


Munidos com rolos de tinta preta e latas de spray, eles apagaram os murais coloridos para dar espaço as frases de solidariedade, pedido de justiça e luto.


“Não tem espaço pra cor e nem felicidade, a Vila Madalena está de luto, não vai ter fotinho feliz aqui no Beco

Foto: Gustavo Oliveira / Democratize


Fonte Folha de SP

93 visualizações0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 Todos os direitos Reservados